Como montar um negócio para criação de peixes

Apresentação


Aviso: Antes de conhecer este negócio, vale ressaltar que os tópicos a seguir não fazem parte de um Plano de Negócio e sim do perfil do ambiente no qual o empreendedor irá vislumbrar uma oportunidade de negócio como a descrita a seguir. O objetivo de todos os tópicos a seguir é desmistificar e dar uma visão geral de como um negócio se posiciona no mercado. Quais as variáveis que mais afetam este tipo de negócio? Como se comportam essas variáveis de mercado? Como levantar as informações necessárias para se tomar a iniciativa de empreender?
A criação de peixes em cativeiro começou com os Sumérios por volta de 3000 a.C. No antigo Egito por volta de 1700  a.C., além de alimentação, eram feitos estudos observando o comportamento dos peixes em tanques de argila cozida. Os sacerdotes egípcios podiam prever as cheias e secas do Rio Nilo, base de toda sua civilização, ao observar as mudanças de comportamento que os peixes apresentavam.
A arte de criar e multiplicar peixes é chamada Piscicultura, que é o ramo específico da aqüicultura voltada para criação de peixes em cativeiro. A piscicultura pode ser encontrada tanto na forma de cultivo de peixes marinhos quanto de peixes de água doce.
Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação – ONU/FAO, enquanto a demanda mundial por pescado cresce em ritmo acelerado, as possibilidades de expansão da captura pesqueira estão caminhando para a extinção de algumas espécies.
Diante dessa realidade da escassez de pescados, surge então a criação de peixes em cativeiro (piscicultura), tanto peixes para alimentação quanto decorativos para aquários. A FAO estima que o único caminho para garantir a produção de pescados para alimentar a população mundial venha a ser atendida via piscicultura.
Considerando a estimativa feita pela FAO e também ao considerar a nova onda ambientalista, em especial no que tange a proteção dos rios, mares, lagos, lagoas, dentre outros, e por conseqüência na preservação dos peixes, incluindo todas as espécies, alguns cuidados especiais também têm que ser tomados para a atividade de piscicultura.
Uma empresa de criação de peixes deverá ser concebida com visão profissional, desde o seu projeto embrionário, o que irá requerer uma avaliação objetiva sobre a forma de atuação, bem como as expectativas comerciais que esse tipo de empreendimento requer.
Sendo assim será necessário que seja montado um plano de negócio. E para elaboração deste plano consulte o SEBRAE mais próximo.

Fonte: www.sebrae.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites