Descubra como ser dono de uma casa lotérica

postado por Equipe Caixa - 19/05/10 às 16:05


É cada vez maior o número de pessoas que querem se tornar empreendedoras na qualidade de donas de uma casa lotérica. Não é para menos. Trata-se de um negócio com a segurança da Caixa Econômica Federal, de credibilidade absoluta para o povo brasileiro e que, basta olhar pelas ruas, tem suas unidades sempre repletas de clientes.

Muita gente, porém, não sabe nem por onde começar – o que também é muito natural. Afinal, trata-se de uma atividade especial, e não é como comprar um ponto e começar a trabalhar. Uma das confusões mais comuns é achar que é uma franquia. Veja a seguir o que é preciso para ter uma unidade lotérica.

Os caminhos
Se você quer abrir uma casa lotérica, há dois caminhos:
1. Por meio de uma licitação pública, anunciada pela Caixa ou;
2. Adquirindo uma unidade já existente, com a aprovação da Caixa.


Concorrência por meio de licitação – Tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem concorrer. Para participar, os interessados devem acompanhar a divulgação de licitações, que é feita no Diário Oficial da União, nos jornais de grande circulação ou no site da Caixa intitulado Seja Empresário Lotérico. Ao entrar no site, clique em Licitações. Além disso, é preciso ter a documentação exigida no edital.

Antes de abrir uma licitação, as superintendências regionais da Caixa fazem um estudo de mercado para identificar áreas onde haja demanda por uma unidade lotérica (podem ser bairros, municípios ou cidades). Nessa pesquisa são analisadas informações sobre a população, renda per capita e circulação de pessoas no local. O lugar onde será aberta a casa lotérica é predefinido pela Caixa e anunciado no edital de abertura da licitação.


Compra de uma lotérica já existente – Para saber como adquirir uma unidade já existente, ou esclarecer outras dúvidas, visite o portal da Caixa Seja Empresário Lotérico, e clique em Perguntas Frequentes. Lá você vai descobrir que o valor de comercialização é negociado entre as partes, sem a interferência da Caixa, como em qualquer negociação de compra de uma empresa já existente.

A alteração do contrato social, no entanto, somente é autorizada caso a unidade lotérica esteja adimplente, ou seja, que esteja com suas contas em dia. Também é feita uma pesquisa cadastral dos novos sócios e é preciso pagar a tarifa da Alteração Contratual.

Fonte:http://blogdosempreendedores.com.br/

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites