Caranha


Caranha   (Lutjanus cyanopterus)

Habitat: habitante de mangues, canais, ilhas e locais com estruturas de pedra e cascalho. Alimenta-se de pequenos peixes, crustáceos e moluscos. Reage com fúria a qualquer situação de perigo ou ameaça. Peixe muito comum ao longo da costa brasileira, encontrado em áreas rochosas e de recifes. Pode entrar nos estuários até as áreas de água doce. Durante o dia costuma ficar entocado, saindo à noite para se alimentar. Espécie muito voraz.
Características: Peixe de escamas possui corpo forte e alongado, cabeça e boca grandes dotado de fortes dentes caninos.  A nadadeira dorsal é espinhosa. Alcança 1,5 metros de comprimento e mais de 75 kg.
Técnicas de pesca: Ataca iscas artificiais de fundo, mas sua isca preferida são paratis vivas. A pesca da caranha é mais produtiva à noite, quando percorre distâncias maiores em busca de comida. Utilize tralha média/pesada para linhas de 50 libras de resistência e anzóis de nº 2/0 a 10/0. O uso de empates é essencial, por causa dos dentes fortes e afiados. Também é aconselhável o uso de arranque, porque essa espécie vive nas proximidades de estruturas cortantes, como pedras e corais.
Dica: Tome cuidado com os fortes dentes caninos e espinhos da nadadeira dorsal. Não tente embarcá-la se não mostrar sinais de exaustão completa.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites