Oscar





Oscar (Astronotus Ocellatus)

Família: Cichlidae
Temperatura: 22 - 28 oC

pH: 6,0 - 7,0

Dureza: 5 - 19 dH

Tamanho: 35 cm

Comportamento: Territorialista e predador.

Tamanho do aquário: 200 litros

Zona do aquário: Todas.

Manutenção: Fácil.

Alimentação: Rações em geral, peixes, pedaços de carne, larvas e crustáceos.

Características: Ciclídeo originário da América do Sul (bacia Amazônica) também conhecido como Apaiari. Desde pequeno, o oscar consome grandes quantidades de alimento, aumentando a refeição à medida que cresce. Devora todos os peixes menores do aquário podendo chegar a medir até 40 cm e pesar mais de 1,5 kg. O oscar tem a mania de redecorar o aquário, incluindo plantas, substrato e pedras, sendo aconselhável o uso de plantas resistentes. Um de seus principais atrativos é a capacidade de reconhecer o dono, permitindo que o mesmo lhe dê comida na boca e lhe coce as costas. Indicado para aquários comunitários, desde que os companheiros tenham o mesmo porte, peixes menores serão vistos como comida.

Reprodução: Uma maneira eficiente para selecionar um casal é de adquirir vários exemplares filhotes (cerca de 6) e conformem os peixes crescem os casais irão se formar. Selecionar um aquário com no mínimo 200 litros para o casal, com temperatura entre 26 e 28 oC, e com uma pedra grande para que a fêmea deposite os ovos. O macho fertiliza os ovos assim que são fixados na pedra (média de 300 ovos). Os ovos irão eclodir 36 horas após a desova.  A natação livre dos alevinos ocorre após a total perda do saco vitelino, cerca de 4 dias  depois. A alimentação de nauplius de artemias deve ser administrada no dia da livre natação, caso contrário os alevinos não irão sobreviver.





Tags: Peixe, aquário, água doce, ciclídeo, oscar, apaiari, astronotus ocellatus.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites