Espada




Espada (Trichiurus lepturus)


Habitat: Existe em praticamente todo o litoral brasileiro, vivendo ao redor de ilhas dentro e fora de baías.
Características: O espada é um predador agressivo qeu pode atingir até 2m de comprimento e 4Kg de peso.
Como pescar: Deve-se utilizar equipamento de ação média pesada, composto de vara para linhas de 10 a 20 Lbs, carretilha ou molinete com capacidade para 100m de linha com 0,40mm de diâmetro e anzóis tipo maruseigo de tamanho 4/0 a 6/0. Existem várias formas de se pescar o peixe espada já que ele vive tanto em locais fundos como rasos. Pode-se utilizar bóia, de preferência luminosa, pois costuma-se pescar à noite. Para se pescar com iscas naturais, deve-se utilizar pequenos peixes como a sardinha , por exemplo. As iscas artificiais de meia água também são eficientes, tanto na modalidade de corrico como na de arremesso.
Dica: Preste atenção ao recolher a isca , pois este peixe gosta de persegui-lá, podendo ataca-lá até minutos antes do pescador terminar o recolhimento. O uso de bóias luminosas é recomendável e praticamente obrigatório para aumentar as chances de sucesso na pescaria noturna. Não se sabe ao certo se a luz atrai o peixe ou se facilita ao pescador localizá-la e perceber quando o peixe ataca a isca.


Dica:
Material adequado: Usa-se normalmente varas de ação média pesada, o tamanho vai da  preferência do pescador, linhas acima de 0,40mm com líder de linhas 0,60mm, bóias de tamanho médio luminosas ou não, empates rígidos de no mínimo 15cm, snaps e giradores de tamanho médio e anzóis ou garatéias de tamanhos acima de 1/0, o molinete pode ser médio para grande. Com este material você poderá pescá-lo em meia água ou fundo lhe proporcionando uma emocionante pescaria.
Opções de isca: Para o espada podemos usar várias iscas desde naturais até artificiais. Podemos usar sardinhas, manjubas e pedaços de peixes cortado ao meio para melhor iscar. Temos também opções de artificial, podendo ser usado iscas me no mínimo 14cm com garatéia reforçada. Modelos de iscas a serem usados: com um bom resultado temos as Big Game 130FR de meia água, as Big Game 140FR, as Jab de meia água e a Kazan 130, todas da Marine Sports e também contamos com a Miss Carna, de superfície.  Não esqueçam-se dos empates flexíveis de 30 a 40lbs.


Dica:
No manuseio do Espada, todo cuidado é pouco! Sua estrutura bucal possui caninos afiados e dentes serrilhados que prendem a "comida" e a cortam como tesoura. Pode causar danos sérios a membros humanos, pois sempre tenta morder, mesmo fora d'água. Segure o peixe firmemente pela nuca e retire as garatéias ou anzóis com um alicate de bico. Se for consumir, mate o peixe assim que retira-lo da água. Uma opção é perfurar a região do alto da cabeça, entre os olhos. Quando embarcado, tome cuidado adicional, pois não é incomum saltarem dentro do barco, causando ferimentos no pescador desavisado. E lembre-se de utilizar óculos protetores, especialmente quando lidando com garatéias. O tamanho mínimo legal para captura é de 70cm. Peixes pequenos fornecem pouca carne e muito trabalho na limpeza. Esteja sempre atento; o ataque pode ocorrer a centímetros da pedra ou do barco. Procure saber da ocorrência de sardinhas e manjubas na área. Quando elas buscam pequenas enseadas e entradas de rios ou canais para proteger-se, é quase certa a presença de Espadas em seu encalço. Esmerilhando a ponta de uma chave de fenda velha, obtêm-se um bom perfurador de iscas.

Fonte: www.guiapescadepraia.com.br

Dica:
Técnica de pesca de espada com bóia foguetinho. Essa bóia é muito boa para ser visualizada, mas para ser arremessada não apresenta uma boa aerodinâmica, então para inovar tentamos utilizar a famosa bóia foguetinho. Deu muito certo, melhoramos a distância do arremesso conseguindo atingir o canal, resultando em boas ações, então, vamos relatar aqui mais esta nova invenção. É bem simples, utilizado por muitos em pesqueiro, primeiro passo, monte uma bóia de arremesso com peso de sua preferência e faça um chicote com cerca de 1,00 m, precisa ir tentando para ver a altura que o peixe esta batendo, amarre na ponta do chicote um snep. Em seguida pegue uma agulha ou alfinete, corte a cabeça e fixe-o na parte superior da bóia de cima para baixo para que sirva de suporte para o snep. Ainda na bóia com a ajuda do “enforca gato (presilhas de plástico) ” prenda um ou dois star lite (NEON 50 mm) no palito da bóia para ajudar na visualização. A isca a ser utilizada é a sardinha que será iscada no empate de aço “rígido”, o snep vai auxiliar na hora de retirar o empate de aço no momento que tivermos que colocar uma nova isca. Utilize apenas metade de uma sardinha (dependendo do tamanho), o elastricot ajuda para que a sardinha não escape no arremesso, o tamanho da isca facilitará que o arremesso seja mais longo. Próximo da sardinha coloque um néon pequeno (25mm) pois a espada é atraída pela luminosidade, outros peixes também poderão ser fisgados, o esquema ta pronto, boa sorte e boa pescaria.





Tags: Pescaria, espada, peixe, água salgada, dicas, pesca, trichiurus lepturus.


0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites