Bótia palhaço




Bótia Palhaço (Chromobotia macracanthus)



Família: Cobitídeos

Temperatura: 25 - 30 ºC

pH: 6,5 - 7,0

Dureza: 1 - 10 GH

Tamanho: 40 cm

Comportamento: Pacífico

Tamanho do aquário: 200 litros

Zona do aquário: Fundo, tem o hábito de nadar por todo aquário.

Manutenção: Fácil

Alimentação: Ração, preferencialmente de fundo; vegetais; e alimentos vivos pequenos, preferencialmente caracóis.

Características: Peixe originário de Sumatra ou Bornéu. A bótia palhaço apresenta corpo cônico, moderadamente alongado e comprido lateralmente. A coloração é basicamente laranja pelos flancos com três barras de cor negra bem definidas. Apresenta nadadeira caudal poderosa e quatro pares de barbilhões na boca, além de um espinho próximo ao olho que serve como meio de defesa. Comumente são encontrados nas lojas com cerca de 5 cm ou menos, podendo chegar rapidamente a 15cm, quando crescerão muito lentamente, podendo levar anos até atingir 40 cm. Compatível com praticamente todas as demais espécies que também preferem águas de ligeiramente ácidas a neutra. Pacífico, podendo conviver bem em aquários comunitários. Não é aconselhável, assim, mantê-los junto com predadores muito grandes. O ideal é manter grupos de pelo menos cinco indivíduos. As bótias preferem aquários com iluminação fraca, até 0,5 Watt/litro. Em aquários muito iluminados elas acabam se escondendo. À noite, preferem a segurança de um bom tronco ou cavernas feitas com pedras. São peixes tímidos quando em aquários com poucos esconderijos, sendo mais ativos quando há tocas suficientes e em grupos de cinco ou mais indivíduos. São ligeiramente agressivos quando estabelecem a hierarquia, mas os conflitos normalmente não acarretam maiores consequências. São excelentes faxineiras, comendo as sobras que vão para o fundo, mas nadam em todo o aquário e costumam vir buscar o alimento na superfície e até ficar de cabeça para baixo na hora de comer. Não raro deitam-se para dormir ou tirar um cochilo o que as vezes é interpretado erroneamente como doença. Algo que pode deixar seu dono preocupado é sua rápida mudança de cor para acinzentada, isto não é doença nem dificuldade de adaptação à qualidade da água. As mudanças nos padrões de cores, tendendo para o acinzentado se devem a disputas no grupo para tentar ascender à uma casta superior na hierarquia. São peixes ligeiramente sensíveis ao íctio, especialmente na hora da introdução no aquário, mas, uma vez adaptadas, são peixes extremamente resistentes. Também são sensíveis a remédios à base de cobre. Quando tratadas com estes, as doses devem ser de 1/3 a 1/2 da dose recomendada. Uma curiosidade é que este peixe é capaz de emitir sons claramente audíveis, mesmo de fora do aquário (um tipo de clique).

Reprodução: Somente conseguida por criadores especializados em grandes tanques e com o auxílio de hormônios.






Tags: Peixe, água doce, aquário, bótia, palhaço, cobitídeo, chromobotia macracanthus.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites