Maior peixe ósseo do mundo


O Peixe Lua é o maior peixe ósseo do mundo. Ou seja, ele é o maior peixe do mundo desconsiderando os peixes cartilaginosos, como, por exemplo, os tubarões. O peixe lua, também conhecido como Mola Mola e Sunfish, chega a medir 3 metros e pesar mais de 2000 kg. Ele vive tipicamente em águas tropicais entre os oceanos Índico e Pacífico. O Mola Mola é um peixe que passa grande parte do tempo em profundidades superiores a 200 metros, mas pode ser ocasionalmente encontrado em águas rasas, até mesmo boiando para se aquecer ao sol. Quando criado em aquário é um peixe que tende a viver cerca de 10 anos. Importante lembrar que precisam ser aquários especiais, adequados ao seu tamanho gigantesco.


Tags: Peixe lua, mola mola, sunfish, curiosidades.

Peixe pulmonado africano


Peixe pulmonado africano (Protopterus annectens)

Família: Protopteridae
Temperatura: 20 - 30°C
pH: 6,0 - 8,5 
Dureza: 4 - 6 dH
Tamanho: 100 cm
Comportamento: Agressividade moderada. Predador.
Tamanho do aquário: 400 litros
Zona do aquário: Fundo
Manutenção: Fácil
Alimentação: Carnívoro. Aceita muito bem peixes vivos, pedaços de peixe, minhocas, crustáceos e ração. As rações a base de spirulina são recomendadas por serem peixes que necessitam também de gordura vegetal.
Características: Peixe encontrado em quase todo continente africano, também conhecido como african lungfish. Tem fama de um peixe agressivo. Porém trata-se de um peixe pacífico em relação ao dono. Não é recomendável manter com a mesma espécie. Como todo pulmonado, não exige muitas condições com relação à água, podendo sobreviver fora da água se o mesmo for mantido úmido. Costuma hibernar na época de seca, podendo ficar meses em seu casulo feito com próprio muco. Sua coloração é cinza clara com algumas manchas escuras. A utilização de substrato fino é indicada para o aquário.
Reprodução: Sua reprodução é desconhecida em aquários. Quando volta a época de chuvas e seu habitat recupera a água, os protopterus abandonam seus casulos e iniciam o período reprodutivo. O local dos casulos é reaproveitado como ninho, os pais utilizam restos de vegetais para forrar o ninho. Quem cuida dos filhotes são os machos.





Tags: Peixe, aquário, água doce, peixe pulmonado, africano, lungfish, protopterus.

14 curiosidades interessantes sobre os peixes

 
A palavra peixe é usada para designar um grande número de animais aquáticos. A maior parte dos animais marinhos, que muitas vezes são chamados de "peixe", incluindo as medusas, os moluscos (como o polvo) e crustáceos e mesmo mamíferos como as baleias e os golfinhos, não são peixes.
Os peixes dormem? Mais ou menos. Eles alternam períodos de vigília e repouso. Mas fazem xixi? Sim. E bebem água? Sim, inclusive os peixes de água salgada. Confira 14 curiosidades interessantes sobre os peixes que você provavelmente não sabia!
Os peixes não piscam e não fecham os olhos para dormir, pois não possuem pálpebras.
O maior peixe de água doce é o Pirarucu. Um exemplar pode chegar a dois metros e pesar por volta de 200 Kg.
O peixe mais rápido do mundo é o agulhão-vela. Ele alcança a incrível velocidade de 115 Km por hora.
Um atum é capaz de nadar 170 Km num só dia. 
Os tubarões são míopes. Em compensação, eles tem um olfato super-desenvolvido e um sistema chamado “linha lateral” que permite captar alterações na pressão da água.
O atum é um dos peixes mais ameaçados do mundo. A pesca intensa (pelo sushi japonês!!) está tornando os cardumes cada vez menores.
Uma enguia é capaz de dar um choque maior do que o de uma tomada doméstica. Sua descarga chega a 125 volts.
O tralhoto é um peixe que possui os olhos divididos no meio. Metade dele fica dentro e a outra metade fica fora d´água.
Alguns peixes são tão venenosos quanto cobras, caso do peixe-homicida (o nome já diz tudo!). Outros peixes venenosos são: peixe-escorpião, baiacu e algumas espécies de raias.
Dez por cento das espécies de peixes trocam de sexo uma vez na vida. Os peixes “transexuais” são divididos em dois grupos: o protândrico e o protogínico. Os potândricos são os que tem na juventude glândulas capazes de produzir óvulos e espermatozóides. Os protogínicos possuem ovários que, com o tempo, se transformam em testículos. 
Existe alguma diferença entre o cação e o tubarão? Não, não existe praticamente nenhuma. Cação é somente o “nome comercial” dado ao tubarão. 
Os filhotes do tubarão-tigre brigam entre si na barriga da mãe, até restar apenas um.
Tubarões e outras espécies de peixes de água salgada já foram vistos no Rio Amazonas – alguns 400 quilômetros rio acima. 
Existem várias espécies de bacalhau, entre elas o ling, o zarbo, o saithe e o bacalhau do Porto. Conhecido cientificamente como Gadus Morhua, o bacalhau do Porto é o mais saboroso e também o mais caro. O interessante é que ele é pescado na Noruega e só leva esse nome por que é “desde sempre” comercializado na cidade portuguesa do Porto. 

Fontes: [ Mais que Curiosidades ]

Peixe cachimbo





Peixe cachimbo (Microphis brachyurus)

Família: Syngnathidae
Temperatura: 22 - 28 ºC
pH:  7 - 8
Dureza: 10 - 18
Tamanho: 20 cm
Comportamento: Pacífico
Tamanho do aquário: 100 litros
Zona do aquário: Meio e fundo
Manutenção: Difícil
Alimentação: Carnívoro. Raramente aceita ração.
Características: O nome “peixe-cachimbo” foi dado em alusão ao formato do corpo e, principalmente, ao do focinho, quase sempre alongado e com a boca voltada para cima, semelhante a um cachimbo. Como características gerais, possuem corpo envolvido por forte armadura constituída de anéis ósseos articulados, aberturas branquiais reduzidas e ausência de nadadeiras pélvicas. Geralmente, os peixes cachimbo não apresentam locomoção rápida, sendo indicados para companheiros lentos e pacíficos. Costumam ser encontrados em águas litorâneas rasas e calmas, em recifes e pedras cobertos de algas ou entre a vegetação marginal de rios, estuários e manguezais. Podem ser encontrados em quase todo território brasileiro. Sua necessidade por alimentos vivos é uma característica que torna sua manutenção difícil. Outra característica que torna difícil a criação da maioria das espécies de peixe cachimbo é a necessidade de controlar o grau de salinidade da água conforme o peixe vai se desenvolvendo. O peixe cachimbo está agrupado na mesma ordem de peixes dos cavalos marinhos.
Reprodução: A reprodução em cativeiro tem que ser feita em água salobra e é considerada muito difícil.



Tags: Peixe cachimbo, aquário, água doce, Microphis brachyurus.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites